Como proteger seu DVR contra invasão de crackers

Selecionamos algumas dicas para você compartilhar com seus clientes e parceiros. São atitudes simples que aumentam a proteção dos DVRs,
evitando os ataques de hackers e a perda de informações importantes. Neste caso, sistemas como o Intelbras Cloud que não utiliza DDNS pode ser muito mais seguro.

  1. Mude sua senha
    Muitos usuários mantém a senha padrão de fábrica do DVR, que geralmente utiliza o usuário admin e a senha admin ou 1234. Isso facilita muito a invasão, pois são as primeiras senhas que os crackers irão tentar. Prefira misturar letras maiúsculas com minúsculas e símbolos ($#@%) quando aceitos pelo seu DVR.
  2. Mantenha seu DVR sempre atualizado
    Todo DVR (hardware), contém um sistema (software) que pode e deve ser atualizado. Geralmente são encontrados erros e bugs que facilitam o acesso indevido ao seu aparelho, e as montadoras disponibilizam atualizações para corrigi-los.
  3. Troque a porta-padrão
    Os aparelhos de DVR da Intelbras, por exemplo, utilizam a porta 37777 para acesso remoto ao equipamento, e tudo o que é comum, quando se trata de segurança da informação, sempre é perigoso. Altere a porta padrão para qualquer outra dentro do intervalo 0 e 65535, respeitando a porta http (80), que também pode ser alterada, e lembre-se de alterar o direcionamento da porta no seu roteador.
  4. Função DMZ do roteador
    Nunca utilize a função DMZ para o redirecionamento de portas, isto faz com que sua rede fique desprotegida. Verifique no manual do seu equipamento de rede como efetuar o redirecionamento das portas específicas para acesso remoto ao DVR e às câmeras IP.
  5. Utilize um Firewall na rede
    Se possível, tenha sempre um firewall na sua rede. Com ele você deixa seus dispositivos ainda mais protegidos de ataques indevidos.